Como e onde financiar sua faculdade

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Fies
  2. Bradesco
  3. Itaú
  4. Santander

Cursar uma faculdade é o sonho dos jovens brasileiros que terminam o Ensino Médio e desejam seguir uma carreira específica. No entanto, o acesso às universidades públicas está cada vez mais disputado e as instituições particulares acabam sendo a única porta de entrada desses estudantes para o Ensino Superior. O problema é que uma boa parcela dessa população não tem condições de arcar com o valor das mensalidades e precisa recorrer ao financiamento estudantil.

Nos últimos anos, houve muito incentivo do governo federal para ampliar o acesso dos jovens à faculdade, principalmente pelo Fies – Programa de Financiamento Estudantil, levando muitas instituições a ampliarem o número de vagas. Novos centros universitários particulares também surgiram para atender a essa demanda. De olho nesse mercado, os bancos e as instituições financeiras também começaram a oferecer linhas de crédito estudantil para os universitários, facilitando o financiamento.

Mas você sabe qual é a diferença entre os programas e como funcionam? Confira alguns deles:

Fies

O Fies foi criado em 1999 e ganhou força no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a partir de 2010, quando começou a ser operado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. É destinado aos estudantes de graduação do Ensino Superior de todo o país que não conseguem pagar o valor integral das mensalidades. Por meio do programa, o governo paga para a universidade o valor total e, depois de formado, o aluno deverá começar a ressarcir essa dívida diretamente para o governo, com juros de 6,5% ao ano, por meio da Caixa Econômica Federal.

Bradesco

Pelo banco Bradesco, cada semestre da faculdade pode ser financiado em até 12 meses. Ou seja, o dobro do tempo que levaria se pagasse mensalmente. Mas esse prazo também terá uma taxa de juros que varia de acordo com o contrato estabelecido. Quanto maior o número de mensalidades e semestres, maior será o número de parcelas do seu financiamento e isso pode alongar os juros embutidos. Fique atento também com relação ao acordo do banco com a universidade. Nem todos os cursos são financiáveis.

Itaú

No banco Itaú, existe um programa chamado PraValer que financia os estudos de graduação. No entanto, para ter acesso, é preciso ter um fiador que tenha uma renda superior a duas vezes a mensalidade da sua faculdade. O banco também fará uma avaliação do perfil de crédito desse fiador. Ou seja, ele não poderá estar com o nome sujo na praça.

Santander

O banco Santander não financia a faculdade, apenas os cursos de pós-graduação. É preciso verificar também se a sua instituição possui vínculo com esse crédito estudantil, porque não são todas as que aceitam o financiamento do Santander.

Antes de escolher o banco, portanto, faça uma visita ao gerente e simule as parcelas para saber quanto tempo será necessário para quitar a dívida. Compare os juros e busque a melhor alternativa.