Entenda o que é empréstimo consignado e os documentos necessários

Por Redação IQ 360

O empréstimo consignado é um dos mais procurados no mercado, recomendado principalmente para aposentados, pensionistas, servidores públicos ou funcionários de empresas conveniadas a bancos que oferecem essa modalidade. Isso ocorre porque o pagamento das parcelas é feito diretamente por meio de um desconto do salário.

Ou seja, se o solicitante contratou o empréstimo consignado, a cada mês ele vai receber um valor menor do que o salário completo para ir quitando os débitos no período acordado. A legislação garante que a parcela máxima do empréstimo não seja superior a 30% da renda do beneficiário. É isso que chamamos de margem consignável.

Os aposentados ou pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem acesso ainda mais facilitado a esse tipo de crédito. Como existe a certeza de que o benefício será pago todos os meses naquela conta, isso traz segurança aos bancos e eles conseguem baixar a taxa de juros. Hoje, pelo empréstimo consignado do INSS, a taxa máxima que pode incidir nas parcelas mensais é de 2,08% para empréstimo e 3% para o cartão consignado, muito abaixo das que são cobradas pelo empréstimo pessoal, cheque especial e crédito rotativo.

Ao todo, 45 bancos estão autorizados a fazer o empréstimo consignado do INSS no Brasil. Dentre eles, os maiores do mercado, como: Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Caixa Econômica, Santander, e outros estaduais ou privados. Para fazer a contratação, eles são obrigados a informar aos beneficiários interessados o valor total que será financiado, as taxas de juros e demais encargos, o número de prestações e quanto vai ficar o custo total da dívida.

Lembrando que o número máximo de parcelas para o empréstimo consignado do INSS é de 72 meses (6 anos). O beneficiário deverá solicitar o crédito em um banco na cidade onde reside e recebe o pagamento. Também é possível solicitar um empréstimo consignado em outro banco ou financeira, porém é necessário conferir esta informação antecipadamente.

Documentos necessários

Antes de contratar o empréstimo, o ideal é fazer uma simulação online. Com os seus documentos pessoais em mãos (RG e CPF), e os comprovantes de renda e de residência, já é possível consultar os juros mais baratos. Pelo sistema, o usuário informa o valor que deseja para o crédito e em quantas parcelas pretende quitar a dívida.

Outra informação importante é que o empréstimo não poderá ser pago na conta de terceiros. Apenas o titular do benefício é quem tem direito ao crédito e as suas facilidades. Portanto, não adianta acionar algum familiar ou amigo. Depois, se o aposentado quiser destinar algum valor para outra pessoa, deverá fazer isso por conta própria. Mas o empréstimo só será liberado em nome dele e na sua conta pessoal.

Se você não é elegível para um empréstimo consignado, acesse nosso comparador. Nós ajudamos você a encontrar o melhor crédito e indicamos suas chances de aprovação.