O que é Penhor de joias e como fazer?

Por Redação IQ 360

o-que-e-emprestimo-de-joias-como-fazer

O penhor de algum objeto ou propriedade é uma maneira bastante antiga de dar garantia de que uma dívida adquirida será paga. Nesse sentido, o penhor de joias da família é um dos mais comuns, visto que pequenos objetos de valor podem ajudar em momentos de aperto e crise econômica, facilitando o crédito sem complicações.
Se você está pensando em usar alguma joia para quitar dívidas urgentes, fique atento a essas dicas dos especialistas:

Vantagens do penhor de joias

A principal vantagem é que se você já tem um anel, aliança, colar, corrente, pingente, relógio, caneta ou outra joia de grande valor, esse objeto poderá ser facilmente levado à agência da Caixa Econômica Federal mais próxima para ser avaliada. Isso porque somente a Caixa está autorizada a fazer esse tipo de penhor, oferecendo um empréstimo ao proprietário da joia.

Valor da joia

A avaliação da joia ocorre na frente do cliente, mas antes mesmo de sair de casa é bom ter certeza de que o seu objeto é mesmo autêntico e de metal nobre, como ouro, prata ou diamante. Se for apenas folheado em ouro, por exemplo, a joia não será aceita pelo banco. Quanto mais pesada for a joia, maior será o seu valor e o dinheiro que você conseguirá por ela.

Documentos para o penhor

Além da joia, será necessário apresentar à Caixa documentos pessoais como RG, comprovante de residência e um CPF válido. Não é necessário ser um correntista do banco, isso porque o dinheiro é liberado no ato da avaliação.

CPF negativado

Para muitos clientes, o penhor de joias também é uma das modalidades de empréstimo como garantia mais atrativas, porque não é necessário estar com o nome limpo na praça. Como a joia é a garantia mais valiosa, basta que esse CPF seja registrado na Receita Federal e que os dados sejam compatíveis com o documento de identificação apresentado pelo mutuário que está entregando a joia.

Taxas e prazos

Assim como o empréstimo com garantia de imóvel ou refinanciamento de veículos, o penhor de joias possui uma das taxas de juros mais atrativas do mercado. Portanto, o risco de inadimplência é muito menor e o objeto é entregue na hora. Para quem está fazendo o penhor, no entanto, é bom ficar atento aos prazos de quitação do empréstimo. Segundo os especialistas, o pagamento pode ser negociado em uma parcela única em até 180 dias, ou parcelada em até 60 meses. Se houver atraso, a joia será tomada pelo banco e leiloada.