Quem pode pedir um empréstimo para empresas?

Por Redação IQ 360

quem-pode-pedir-emprestimo-para-empresa

Pessoas físicas que estão com dívidas geralmente recorrem aos bancos ou instituições financeiras para pedir um empréstimo e quitar os débitos mais urgentes. No caso das empresas, isso não é muito diferente, embora não seja o único motivo que leva os empresários a recorrer ao crédito. A própria abertura de muitos estabelecimentos depende de um capital inicial que nem sempre está ao alcance do empreendedor no primeiro momento. Ao longo da existência dessa empresa, muitos serão os imprevistos e os empréstimos poderão ser a única alternativa da sua própria sobrevivência.
Muitos desses empresários, no entanto, desconhecem as facilidades de crédito para as empresas de pequeno porte. Confira algumas dicas dos especialistas e fique por dentro:

BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é um dos que têm linhas de crédito específicas para empresas que estão buscando ampliar sua atividade. Por meio de programas governamentais, é possível encontrar taxas de juros muito atrativas. No entanto, muitos empresários acreditam que o BNDES oferece crédito apenas para grandes empreendimentos, como os de infraestrutura, mas isso não é verdade. Empreendedores de micro, pequenas e médias empresas também podem ser contemplados, a exemplo dos comerciantes. Só em 2017, 42% dos empréstimos do BNDES foram destinados a essa faixa de empresas.

Outros bancos

Importante lembrar, contudo, que outros bancos públicos também têm linhas de crédito para as MPME. Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, bancos regionais de desenvolvimento e outros, da mesma forma, oferecem acesso a empréstimos específicos para pessoas jurídicas, em diferentes etapas de desenvolvimento das empresas. Uma boa dica dos especialistas é buscar orientação do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Além de ajudar no próprio plano de negócios das empresas, eles auxiliam na busca por crédito.

Faça um planejamento

Para solicitar o empréstimo, é bom lembrar que é necessário fazer uma autoanálise de quanto sua empresa será capaz de pagar em cada parcela. Ou seja, antes de fazer uma proposta aos bancos, coloque em uma planilha o faturamento da sua empresa, quais são os gastos fixos, faça uma estimativa de eventuais imprevistos e veja quanto sobra ao cruzar essas informações. Somente depois disso se dirija a um banco para tentar pedir um crédito.

Finalidade do crédito

O segundo passo é deixar claro no seu planejamento e ao banco qual será a finalidade desse empréstimo. Poderá ser para comprar materiais específicos, maquinário, equipamentos de alta tecnologia, matéria-prima ou ainda reformar o espaço ou mesmo comprar um imóvel para reinstalar a sua empresa em uma cidade que cobre menos impostos, por exemplo. Tudo isso poderá influenciar no valor a ser pedido e como o banco enxerga o potencial da sua empresa.

Documentação em dia

Um item muito importante na hora de tentar um empréstimo para a sua empresa é manter a documentação sempre em dia. Além das certidões que são solicitadas, é bom ter os históricos financeiros sempre controlados. Assim como ter o CPF negativado é muito ruim para uma pessoa física pedir empréstimo, o CNPJ sujo na praça, como inadimplente ou que tem muitas ações judiciais por pendências de pagamento, também restringem o acesso ao crédito. Fique de olho nas suas contas e pesquise muito antes de contratar qualquer crédito.