4 Dicas para quem quer abrir uma loja online

Por Redação IQ 360

abrir-loja-online

A formalização de muitos empreendedores por meio das microempresas individuais (MEIs) acabou levando milhares de profissionais a investirem até mesmo na criação de lojas online para venderem os seus produtos mais facilmente. Com isso, basta ter um local onde você consiga produzir e, depois, deixar as vendas para o ambiente digital. Buscando alcançar um público-alvo bem mais assertivo. Em muitos casos, como são produtos de nicho, abrir uma loja física nem vale a pena. Especialmente se você estiver em um bairro afastado ou em uma cidade do interior.
Para saber como usar a tecnologia a seu favor, confira as dicas que nós do IQ360 preparamos para você:

Planejamento e plano de negócios

O primeiro passo para quem quer abrir uma loja, seja ela física ou virtual, é estabelecer um plano de negócios, fazendo um diagnóstico do seu setor: quais são os seus concorrentes, quais preços eles cobram, qual será o diferencial do seu produto, quem é o seu público-alvo, quanto você terá de dinheiro para investir inicialmente e qual é o valor que pretende recuperar no médio e longo prazo. Depois disso, definir o preço do seu produto ficará mais fácil e você poderá começar a executar a inauguração da sua loja virtual.

Nicho do nicho

Com a proliferação de lojas virtuais nos últimos anos, a oferta de produtos também se diversificou muito. Com isso, para que o seu produto tenha relevância e alcance os consumidores em potencial, você deverá definir qual é a sua posição dentro do seu nicho com relação ao preço, exclusividade, prazo de entrega e a própria qualidade do material usado no seu produto. Lembrando que essas variáveis estão relacionadas entre si. Quanto maior a qualidade e a exclusividade, maior poderá ser o preço cobrado. Mas se a sua concorrência oferecer um prazo menor de entrega por um produto semelhante, você também precisará levar em conta a opção de arcar com o frete para ganhar esse cliente e torná-lo fiel à sua marca e loja.

Layout e plataforma

Ao se propor a lançar uma loja virtual, lembre-se também que o investimento na plataforma é fundamental para que o sistema de escolha e compra do produto seja o mais amigável e eficiente possível. Perder um cliente por causa de problemas de tecnologia do sistema é um caminho sem volta. Ou seja, se ele não conseguir efetivar a compra, dificilmente voltará a visitar a sua loja e ainda fará um boca a boca negativo nas redes sociais. Ter um layout bonito e funcional também ajuda a manter esse cliente navegando pela sua loja por mais tempo.

Pagamento e entrega

Nesse quesito de tecnologia, vale a pena você pesquisar muito antes de fechar com uma plataforma que oferece o serviço digital para a sua loja. Verifique se todos os cartões de crédito serão aceitos, se o cliente poderá parcelar, se é possível pagar por aplicativo ou boleto de todos os bancos e etc. A qualidade da entrega também será um diferencial. Não prometa um prazo menor do que poderá cumprir. Isso vai irritar o seu cliente e você poderá ter um feedback muito negativo depois. O ideal é prometer um prazo bem maior e o cliente receber o produto bem antes.