Se hospedar em Airbnb é seguro?

Por Redação IQ 360

airbnb-seguro

O Airbnb é uma plataforma online de aluguel de acomodações. Dados de outubro de 2018 mostram que está presente em 190 países, em mais de 34 mil cidades, disponibilizando nestes locais mais de 2 milhões de opções de acomodações para aluguel, tendo hospedado mais de 60 milhões de pessoas. E os números não param de crescer.
Na plataforma é possível oferecer ou procurar vários tipos de acomodação. E tem de tudo, desde quarto, casa, apartamento, cabana até trailers. Existem três tipos de modalidades de aluguel: quartos compartilhados, quartos inteiros e casa/apartamento inteiro.
E dentro destas hospedagens é possível filtrar opções com hidromassagem, edifícios modernos, vaga de garagem, piscina, mobiliário sofisticado, recepção 24 horas, entre outros. Mas todos estes adicionais encarecem o preço final da diária, por isso coloque na ponta do lápis para saber o que realmente é essencial.

É seguro se hospedar em Airbnb?

Todo cuidado é pouco, afinal você não conhece quem vai te hospedar ou quem vai receber em sua casa.  Por isso, o Airbnb faz uma série de checagens de segurança, como a verificação de dados para confirmar a autenticidade das informações fornecidas pelos clientes, como e-mail, número de telefone e redes sociais.
O site tem ainda uma equipe mundial de Confiança e Segurança, com mais de 250 pessoas disponíveis em todos os fusos horários, 24 horas por dia, 7 dias por semana, por e-mail, telefone ou atendimento online para ajudar os hóspedes e anfitriões.
Para o anfitrião, mais um benefício: o site tem uma cobertura de até R$ 3,5 milhões, em caso de dano ao patrimônio de quem hospeda.

Pagamento do Airbnb

O pagamento é realizado virtualmente, pelo site, o que garante uma maior segurança, pois se houver algum problema o próprio site pode ajudar a resolver. E o benefício para o hóspede é que ele poderá parcelar em até 3 vezes sem juros.

Dicas para escolher as melhores acomodações e receber os melhores hóspedes

  • Leia as avaliações dos usuários. Os hóspedes e anfitriões deixam comentários mútuos;
  • Veja as redes sociais dos usuários, assim você pode ver se tem algum amigo em comum, aí da para pegar mais uma referência;
  • Use e abuse do sistema de mensagens disponíveis no site, pelo computador ou celular. Tire todas as suas dúvidas com seu hóspede ou anfitrião, tanto pelo computador quanto pelo celular;
  • Aproveite todos os filtros para qualificar as buscas;
  • Use o Google Maps para checar a localização da hospedagem. Isso é fundamental, pois de nada adianta escolher um local super barato se está longe de tudo o que você quer visitar, ou seja, a economia não seria muito inteligente;
  • Tenha certeza que conseguirá conversar com o anfitrião no dia de sua chegada. Alguns recebem os hóspedes no aeroporto ou rodoviária e acompanham até o local da estadia, outros só se comunicam pela internet, mas não há relatos de problemas entre os usuários, ao contrário, os elogios são muitos.