Como se hospedar gastando pouco ou nada

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Hospede-se na casa de alguém
  2. Ofereça seu trabalho em troca de acomodação
  3. Passe suas noites em um monastério
  4. Opte por Hostels ou Airbnb

Se você está sem grana, mas não consegue parar de pensar em viajar, o jeito é buscar alternativas para realizar esse desejo gastando pouco. Uma delas é tentar se hospedar de forma muito barata ou até de graça. Sim, foi isso mesmo que você leu, existem maneiras de encontrar um local para ficar sem desembolsar um centavo.

Ficou interessado? Confira algumas opções de hospedagens que vão te deixar com ainda mais vontade de jogar tudo por alto e percorrer este mundão.

Hospede-se na casa de alguém

Uma das maneiras mais simples de se hospedar de graça é ficando na casa de alguém que viva no destino escolhido por você.  Se você der sorte, além de não gastar nada, ainda fará uma amizade e poderá receber dicas turísticas valiosas sobre seu destino. Nada melhor que conversar com um local.

Os viajantes mais descolados já conhecem, mas talvez você nunca tenha ouvido falar do “couchsurfing” ou, em tradução literal, “surf de sofá”. Na prática funciona assim: por pura camaradagem, a pessoa oferece um sofá, um colchão, ou até um quarto com cama para quem gosta de se aventurar por aí e conhecer novas culturas.

Existem vários sites dessa modalidade de hospedagem, mas os mais recomendados e com boas plataformas são o Couchsurfing e o Stay4Free. Você faz sua busca e depois troca algumas mensagens com o anfitrião para verificar o tipo de acomodação.

Você deve estar intrigado com a questão da segurança, com receio de ficar na casa de um estranho. Mas o fato é que existem muitas pessoas com essa cabeça mais aberta no mundo. Normalmente oferecem suas casas porque já se hospedaram desta mesma maneira na casa de alguém.

Mas os sites possuem um processo rigoroso para aceitação de novos perfis. Existe um sistema de denúncias de abusos, tanto da parte do usuário como do anfitrião. Nestes casos, quem sair das regras sofrerá punições.

Para ter mais garantias, procure pessoas que tenham foto no perfil, verifique se todos os dados do perfil estão preenchidos e se há comentários de outros viajantes.

Ofereça seu trabalho em troca de acomodação

Uma opção para se hospedar de graça é oferecer sua mão de obra para algum tipo de trabalho. Alguns sites como o Worldpackers e o Workaway colocam os viajantes em contato com lojas, bares, hotéis, entre outros. Você trabalha em algum desses lugares e ganha em troca um lugarzinho para passar suas noites sem gastar.

O WWOOF é bastante famoso e conhecido por aventureiros que gostam de contato com a natureza. Este site oferece opções de trabalhos em fazendas em troca de hospedagem e alimentação. O viajante já fica sabendo sua carga horária e a atividade a ser desenvolvida antes de partir.

Passe suas noites em um monastério

Uma prática um pouco mais conhecida na Europa, se hospedar em monastérios e conventos pode ser uma boa opção para economizar. As acomodações costumam ser bem simples e rústicas, mas sempre limpas. Os banheiros costumam ser coletivos e é necessário cumprir algumas regras de horários para café da manhã e retorno ao quarto. Mas a vantagem é que alguns pedem apenas doações como forma de pagamento ou cobram muito mais barato que hotéis, por exemplo.

Para esta opção, você pode consultar os sites Booking Monastery e o Monastery Stays.

Opte por Hostels ou Airbnb

Se você não faz questão de se hospedar em um hotel de padrão internacional, o hostel é uma opção bem mais econômica. Esses alojamentos coletivos têm um valor mais em conta e são excelentes para quem vai passar o dia todo passeando e só voltar para tomar banho e dormir. Há ainda outras opções de hospedagem como os B&B (Bed and Breakfast), as Guest Houses e alugueis através do Airbnb. Todas essas opções podem sair muito mais em conta do que um hotel tradicional.