4 dicas para economizar com brinquedos

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Pesquise
  2. Fuja de brinquedos com muitos acessórios
  3. Não leve as crianças
  4. Compre com garantia

A compra dos presentes das crianças costuma ser mais frequente em duas épocas do ano: no Dia das Crianças e no Natal. Para os comerciantes, são duas chances valiosas de melhorar as vendas e aumentar a receita, especialmente em tempos de crise econômica. Já para os pais, acaba sendo um prejuízo e tanto, ainda mais se durante o ano todo aquele brinquedo dos sonhos ficou prometido para uma dessas datas específicas.

Para não se endividar, confira 4 dicas para economizar com os brinquedos:

Pesquise

A regra de ouro para economizar vale também na compra dos brinquedos: pesquise muito antes de decidir onde adquirir o presente. Se possível, faça uma avaliação de diferentes modelos em cada loja e em bairros diferentes. Pesquisar em lojas virtuais também pode ser uma ótima saída para quem está buscando bons descontos.

Não é raro encontrar o mesmo produto a um preço bem mais em conta no site da loja do que no shopping. Alguns brinquedos também são atualizados de tempos em tempos, como os videogames. Se você puder comprar a versão anterior a um preço melhor, a diferença na qualidade pode ser quase irrisória e sempre vale a pena.

Fuja de brinquedos com muitos acessórios

E por falar em videogames, se esse é o produto que o seu filho está esperando, lembre-se que ele terá outros acessórios que vão pesar na conta final. Além do aparelho em si, você vai precisar comprar os jogos. A indústria dos games também investe na venda de bonecos dos personagens, álbum de figurinhas e outros produtos associados.

Fique atento se o brinquedo principal não vai ser uma fonte de outros gastos mais adiante. Se o momento é de economia, converse com o seu filho e negocie outro presente que não vá dar tantas despesas futuras.

Não leve as crianças

Essa dica também é das mais valiosas e serve para quase todas as situações: se você quer mesmo economizar, não leve as crianças na hora da compra. As chances de você acabar levando mais itens do que previa e gastando mais são enormes.

É muito difícil dizer não para elas em uma loja de brinquedos. Portanto, o ideal é que a escolha seja feita em casa, quem sabe com a ajuda da internet para que ela veja as imagens do brinquedo. Depois você faz a compra em outro momento.

Compre com garantia

Quem está economizando em todos os itens do orçamento às vezes esquece que o barato pode sair muito caro. Comprar brinquedos com valor muito baixo e de vendedores ambulantes pode ser uma péssima escolha.

Além de quebrarem muito facilmente, eles ainda podem causar acidentes, especialmente para crianças pequenas. Verifique se o brinquedo tem procedência avaliada pelo Inmetro e sempre peça a garantia em caso de necessidade de troca ou conserto. É seu direito como consumidor.