5 dicas para economizar no material escolar

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Faça uma seleção da própria lista
  2. Compre com antecedência
  3. Pesquise
  4. Atacado pode valer a pena
  5. Não leve as crianças

O material escolar é um dos gastos mais pesados no começo de cada ano. As escolas geralmente fornecem uma lista enorme de itens, mas nem sempre eles serão usados ao longo do período letivo. Por isso, é bom ficar atento às dicas para tentar diminuir o custo dessa enxurrada de produtos solicitados. Confira:

Faça uma seleção da própria lista

Ao receber a demanda da escola, avalie se realmente todos os produtos são necessários. Se possível, verifique com a própria instituição quais materiais são indispensáveis e quais poderão ser comprados ao longo do ano.

Em seguida, elenque aqueles que você considere extremamente necessários e deixe os demais para um segundo momento. Aqui, também vale verificar o que pode ser reutilizável de um ano para outro, como uma tesoura, régua, pastas, sacos plásticos, entre outros.

Compre com antecedência

Com a lista pré-selecionada em mãos, comece a fazer as compras do material escolar com bastante antecedência. Comprar aos poucos também pode ajudar a diluir o valor. E quanto mais cedo você começar (bem antes do início das aulas), maiores as chances de encontrar bons preços. O ideal é não esperar a virada do ano.

Pesquise

A regra de ouro quando se quer economizar é pesquisar o máximo possível antes de comprar qualquer produto. Para o material escolar não é diferente. Quanto mais lojas físicas e virtuais você puder consultar antes de efetivamente levar os itens para casa, melhor será para o seu orçamento.

Nesse processo, considere também comprar em vários estabelecimentos diferentes. Às vezes, os cadernos estão mais baratos em uma loja e o resto da lista em outra, por exemplo.

Atacado pode valer a pena

Se nessa pesquisa de lugares onde comprar o material você encontrar um estabelecimento que vende muito mais barato no atacado, essa pode ser uma ótima oportunidade para economizar. Converse com os pais dos colegas do seu filho e tente marcar um dia para vocês fazerem uma compra coletiva.

Outra opção seria fazer uma lista única e juntar uma verba geral para que uma ou duas pessoas sejam designadas para comprar todo o material de uma só vez. Claro que isso diminui as escolhas individuais, especialmente se os alunos tiverem preferências muito distintas. No entanto, é uma saída bem econômica para os pais e que merece ser negociada com os filhos.

Não leve as crianças

Se os seus filhos ainda são bem pequenos, essa dica fica mais fácil. Levar as crianças para fazer compras sempre sai mais caro. Se puder deixá-las em casa e chegar com o material comprado, essa economia pode ser bem significativa. Porém, se eles fazem questão de participar, aproveite para dar uma boa aula de economia doméstica, mostrando como substituir itens mais caros por outros similares mais baratos.