4 Dicas para economizar no almoço do trabalho

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Escolha do restaurante
  2. Programas de fidelidade
  3. À la carte
  4. Marmita de casa

A alimentação é um dos itens do orçamento que mais aumentou nos últimos tempos. Isso porque a inflação dos alimentos sobe a cada nova crise, sem contar a alta do dólar que influencia nos preços dos produtos que são importados, especialmente o trigo.

No dia a dia, isso se reflete no valor do vale-refeição dos trabalhadores, que raras vezes chega ao final do mês com algum saldo. Confira 4 dicas para tentar equilibrar as contas e economizar no almoço do trabalho:

Escolha do restaurante

Almoçar com os colegas de trabalho pode ser um momento de descontração importante. Para o dia a dia, porém, o ideal é escolher um restaurante mais acessível para todos. Os quilos geralmente são os mais procurados porque oferecem uma variedade de opções que atende a todos os gostos. Se o seu objetivo é diminuir esse gasto, faça uma pesquisa de outros lugares mais baratos nos arredores e sugira aos seus colegas. A chance de eles toparem pagar menos é enorme.

Programas de fidelidade

Para não perder clientes, muitos restaurantes estão investindo nos programas de fidelidade. Ou seja, quanto mais vezes você almoça por lá, mais pontos você acumula. Ao final, é possível que ganhe descontos ou até um almoço grátis.

Essa pode ser uma boa alternativa se o custo diário para o cliente não for exorbitante. De nada adianta pontuar em um lugar só se você paga muito mais todos os dias para ser recompensado apenas uma vez. Faça uma avaliação e aceite a fidelidade só se realmente valer a pena.

À la carte

Restaurantes à la carte, em que geralmente são oferecidos pratos fartos para uma ou duas pessoas, são boas opções em datas especiais, como os aniversários dos colegas. Mas lembre-se que eles costumam ser bem mais caros que os quilos ou pratos feitos.

Se você não puder evitá-los, tente dividir o seu prato com algum colega que tenha mais ou menos o mesmo gosto e aceite escolher algo não tão caro. Se o restaurante tiver opções individuais, é melhor cada um pedir e pagar a sua conta. Isso evita que quem come menos acabe arcando com os gastos de quem exagera nessas ocasiões.

Marmita de casa

Por último, sempre vale a dica de levar a própria comida de casa. Se a empresa oferece um local em que você possa guardar e aquecer a sua refeição, essa opção é muito válida e está cada vez mais na moda. Como muita gente está se animando para cuidar da saúde e investir em pratos mais leves e nutritivos, esse pode ser um ótimo momento para trocar receitas e se aproximar de colegas de outros departamentos.