4 Dicas para economizar no parque

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Comida de casa
  2. Estacionamento gratuito
  3. Museus e atividades
  4. Bicicletário

Os parques das cidades são alguns dos lugares mais agradáveis para aproveitar os dias de folga com a família, especialmente se a ideia é levar as crianças para fazer uma atividade ao ar livre e ter contato com a natureza. Se você só pretende dar uma caminhada e se exercitar, esse também é um dos lazeres mais baratos para se fazer. Mas passar um dia inteiro fora de casa pode acabar ficando um pouco caro se você não tomar alguns cuidados.

Confira algumas dicas para economizar até mesmo no parque:

Comida de casa

Um dos itens que mais pesam na conta é a alimentação nos parques. Como alguns deles são bem afastados dos centros das cidades, fica difícil sair para comer alguma coisa e voltar. Pensando nisso, alguns oferecem lanchonetes e restaurantes lá dentro mesmo, mas o preço costuma ser até 30% mais caro do que se você fosse almoçar ou lanchar perto de casa.

Para fugir dessa armadilha, a melhor dica é levar a refeição de casa e fazer um belo piquenique. Envolva as crianças no preparo da comida e faça uma cesta bem completa. Ter uma toalha de mesa diferente para essa atividade também deixa tudo mais lúdico. Em último caso, se você não quiser ficar carregando muita coisa, a solução é almoçar em casa e só sair à tarde para aproveitar o parque. Programe-se para almoçar cedo e depois curtir até o pôr do sol.

Estacionamento gratuito

A maioria dos parques urbanos oferece estacionamento gratuito para os visitantes. O problema é que eles acabam ficando lotados muito rapidamente nos finais de semana. Se a ideia é passar o dia todo por lá, chegue cedo e garanta uma vaga. Os estacionamentos próximos, na maioria dos casos, são bem caros e as vagas gratuitas são super disputadas. Se puder utilizar o transporte público, essa também é uma ótima saída para economizar mais.

Museus e atividades

Não são todos os parques que oferecem outras atrações além do próprio espaço físico. Em São Paulo, o Parque do Ibirapuera tem museus e um planetário à disposição dos visitantes, por exemplo. A entrada é gratuita e pode ser uma chance de aumentar o tempo de diversão dentro do parque sem precisar gastar.

Informe-se sobre os horários das atividades, veja se existem visitas guiadas e programe o seu passeio. Com isso, você e as crianças se divertem e as chances de gastar com comida diminuem.

Bicicletário

Alugar as bicicletas disponíveis no parque também é algo bem econômico. Geralmente é cobrado um valor baixo para o uso durante meia hora ou uma hora. Com isso, você não precisa comprar uma bicicleta nova de tempos em tempos e nem gastar com a manutenção, especialmente se mora em uma grande cidade e só a utiliza nos finais de semana. Aproveite essa facilidade dos parques para se exercitar sem gastar muito.