Como fazer uma viagem barata para Espanha

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Vá para a Espanha na baixa temporada
  2. Hospedagem na Espanha
  3. Alimentação na Espanha
  4. Transporte na Espanha

A Espanha é um dos países mais apaixonantes não apenas da Europa, mas do mundo. Milhões de turistas visitam a terra de Miguel de Cervantes e Pablo Picasso a cada ano e uma viagem de 10 ou 15 dias não será suficiente para se encantar com tudo o que este destino oferece.

Assim como o Brasil, não existe apenas uma Espanha. Cada região é muito própria, com sua história, tradições, cultura e geografia. Se você começar pelo sul, na Andaluzia, por exemplo, encontrará uma herança árabe que transborda na arquitetura, na culinária e especialmente no Flamenco, a dança e a música típicas espanholas. Ao norte, há uma mistura com a cultura francesa ou portuguesa, dependendo se você estará mais ao leste ou oeste. A capital, Madri, está bem no centro e é uma das mais modernas e cosmopolitas da Europa, com museus, parques e uma vida bem agitada. Barcelona se localiza na costa nordeste, com atrações para os que preferem juntar a praia com a cultura, sem tantas tradições arraigadas.

Para quem desembarca em solo espanhol pela primeira vez, o ideal é preparar um roteiro que abarque tudo isso, em busca de uma visão panorâmica dessas diferenças tão marcantes. Mas lembre-se que em breve terá que voltar, porque a Espanha vai te fisgar em algum aspecto.

Vá para a Espanha na baixa temporada

Saindo do Brasil, a primeira dica é tentar viajar em uma época menos concorrida. O verão espanhol é um dos mais quentes do mundo, podendo chegar a 45 graus com muita facilidade, em agosto, especialmente em cidades como Sevilla, no sul. O calendário de eventos espanhóis também pode influenciar nos preços. O ideal é buscar opções na primavera ou no outono. A companhia aérea nacional é a Iberia, com voos diretos entre algumas capitais do Brasil e Madri ou Barcelona. Em muitos casos, pode ser uma ótima alternativa aos voos das nossas companhias nacionais.

Hospedagem na Espanha

Em Madri e Barcelona, existem muitas opções de hostels próximos às regiões centrais e turísticas. Se o seu objetivo é economizar ao máximo, talvez seja melhor alugar um quarto ou apartamento pelo Airbnb. Nos períodos de festas de final do ano ou mesmo no verão, muitos espanhóis colocam o seu próprio apartamento para aluguel de temporada e nisso você pode encontrar opções bem localizados, com o todo o charme local.

Alimentação na Espanha

Para economizar nas refeições, aproveite as tapas espanholas. Em todas as regiões, você vai encontrar restaurantes que oferecem essas pequenas porções deliciosas a preços muito baratos. É tradição no país, inclusive, ficar pulando de bar em bar, provando as iguarias numa mesma noite. No almoço, também são comuns os menus que trazem a entrada e o prato do dia, bem em conta.

Transporte na Espanha

No deslocamento entre as cidades, se você se programar com antecedência, é recomendável comprar os bilhetes de trens. A malha ferroviária espanhola é relativamente nova e mesmo os trens de alta velocidade podem sair mais baratos que as viagens de avião, além da agradável possibilidade de ver os contrastes da Espanha mais de perto. Se tiver mais tempo e a companhia de mais pessoas, alugar um carro também pode sair ainda mais barato e interessante.

Nas maiores cidades, como Madri, Barcelona, Sevilla e Bilbao, existem dias e horários gratuitos para conhecer museus e pontos turísticos, como o Prado, o Reina Sofia, o Museu Nacional de Arte da Catalunha, a Giralda e o Guggenheim Bilbao, entre outros. Os parques e as praças também são lindos e gratuitos, com muita história em cada monumento. Não perca nenhum detalhe!