Quanto custa fazer um intercâmbio de 6 meses no Chile?

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Visto no Chile
  2. Cidades no Chile
  3. Curso no Chile
  4. Custo de vida no Chile

Está pensando em fazer um intercâmbio de 6 meses no Chile? Confira essas dicas para fazer uma viagem barata:

Visto no Chile

Para ficar por até três meses no Chile você não precisa de visto, pois o país é nação associada ao Mercosul. Para períodos maiores, será preciso fazer o pedido de visto para permanência, que poderá ser feito pelo consulado no Brasil ou diretamente no departamento responsável no Chile.

O visto de estudante não permite trabalhar no país, mas há a possibilidade de ter o visto provisório para brasileiros, que demora de 3 a 6 meses para ser liberado. Esse visto tem durabilidade de 1 ano e permite trabalhar e estudar. A taxa consular para a solicitação da documentação varia entre U$100 e U$150, que deve ser paga de acordo com a cotação do dia.

Cidades no Chile

Os cursos de idiomas estão concentrados principalmente em Santiago e Viña del Mar. A primeira é uma cidade grande com várias opções de entretenimento e vida mais agitada, enquanto a segunda é beira mar, na costa do Oceano Pacífico, e com estilo mais tranquilo, principalmente quando fora da temporada de verão. O custo de vida da capital chilena é mais caro, com aluguel cerca de 24% maior e preços de supermercado 4% mais caros.

Curso no Chile

O curso de idiomas com duração de 6 meses, e 20 horas-aula semanais, pode sair por mais ou menos R$9mil, o que pode variar de acordo com a cotação cambial, categoria da escola e tipo de curso. Você pode optar por aprender espanhol de maneira tradicional em cursos coletivos, aulas particulares, voltadas especificamente para negócios, aulas para crianças, direcionados para provas de proficiência, entre outros.

Custo de vida no Chile

Além do valor das passagens aéreas, seguro de vida e curso, você deve levar em consideração todos os seus possíveis gastos diários e mensais para definir seus custos gerais. Considere o trajeto diário, a cidade de Santiago possui diversas linhas de metrô e ônibus, com o preço da passagem em R$4,21. Leve em consideração também a localização da hospedagem, que às vezes é mais barata, mas fica muito distante da escola e você gastará mais com transporte. Ao definir um limite de gastos saiba que os maiores custos do intercâmbio no Chile serão com acomodação e alimentação.