Quanto custa morar no Canadá definitivamente

Por Redação IQ 360

Ao contrário dos Estados Unidos, o Canadá é uma opção muito mais viável para quem está cogitando a possibilidade de imigrar para a América do Norte. Mas assim como qualquer outro país, é necessário fazer um planejamento extenso.
Escolher a localidade onde se pretende morar em função das oportunidades de trabalho e do clima é o primeiro passo. Lembre-se que o Canadá é um país muito frio no inverno e algumas cidades podem alcançar até 20 graus negativos por vários meses consecutivos. Financeiramente falando, esse processo também precisa começar bem antes.
Confira algumas dicas dos especialistas:

Visto permanente e de trabalho no Canadá

Existem dois caminhos mais comuns para quem pretende fixar residência no Canadá. O primeiro deles é o Express Entry, que é o cartão de entrada permanente. Essa opção é mais barata para quem vai imigrar com a família. A outra modalidade é quando um dos cônjuges vai imigrar para estudar e o outro precisa de um visto de trabalho em período integral.
Nesses dois casos, além do próprio visto, passagens aéreas, custos com os estudos e acomodação, é preciso comprovar que você está levando uma quantidade mínima de dinheiro estabelecida pelo governo canadense. É o que eles chamam de prova de fundos. No Canadá, eles entendem que a adaptação leva, em média, 12 meses. Portanto, essa poupança precisa ser na ordem de 12.164 dólares canadenses para uma pessoa, algo como R$ 35 mil. Se for um casal, esse montante sobe para 15.143 dólares canadenses (R$ 43 mil). Se esse casal tiver um filho, o custo é de 18.617 dólares canadenses (R$ 53 mil).
Outros gastos fixos iniciais e que precisam estar devidamente orçados na sua planilha é com a papelada e a preparação. O Canadá é um país bilíngue, na maioria das cidades, a população fala inglês e francês. No processo de imigração, você vai precisar de um certificado de proficiência oficial em uma dessas línguas, como o IELTS ou CELPIP. Se o seu nível de desenvoltura nesses idiomas não é avançado, é melhor cogitar fazer um curso preparatório antes da prova. Todos os documentos emitidos no Brasil também deverão ter tradução juramentada. Talvez você também precise de um agente de imigração para cuidar de toda a papelada, por isso inclua essa consultoria no planejamento.

Moradia e alimentação no Canadá

Alugar um apartamento no Canadá também pode variar muito conforme a cidade escolhida e a metragem do lugar. De acordo com os especialistas, um apartamento de um quarto na região central de Vancouver ou Toronto pode chegar a 1,4 mil dólares canadenses (R$ 4,2 mil). A alimentação fica mais barata se você comprar e preparar as refeições em casa, como ocorre na maioria das cidades, em todo o mundo. Nos restaurantes, uma refeição boa pode variar entre 7 e 15 dólares canadenses (R$ 21 e R$ 45).

Transporte no Canadá

O custo com o transporte varia entre as cidades. É possível comprar um cartão mensal ilimitado de passagens pelo valor de 80 a 170 dólares canadenses (R$ 240 a R$ 510). O valor do bilhete unitário varia entre 2,75 e 5 dólares canadenses (R$ 8,25 e R$ 15). Em cidades maiores, o preço é mais alto. Também é possível comprar um cartão com até 10 passagens, mais indicado para os turistas.
Sendo assim, a decisão de morar definitivamente no Canadá exige um planejamento. Não basta simplesmente querer ir e comprar uma passagem. Para juntar esse dinheiro, pode levar vários meses ou anos, e você não poderá deixar dívidas no Brasil. Desfazer-se de um imóvel ou veículo pode ser um caminho mais rápido. Mas se você não tiver essa opção, é melhor começar a economizar em tudo a partir de agora e procurar linhas de investimento que possam fazer render o seu capital inicial.