Como organizar as finanças da família

Por Redação IQ 360

organizar-financas-familia

Em tempos de crise econômica, a palavra de ordem é economizar. Quando a família resolve organizar suas finanças com a colaboração de todos, isso fica bem mais fácil. Ao juntar os salários e estabelecer metas, vocês podem começar a desenhar esse caminho desde já, tendo em mente que o planejamento é fundamental para manter as contas em dia e investir em um novo patrimônio futuro ou até naquela viagem dos sonhos. Confira as dicas!

Faça um planejamento detalhado

O primeiro passo sempre é organizar uma planilha com todos os gastos da casa. Comece pelos fixos, reunindo os boletos de luz, água, gás, condomínio, aluguel ou prestação do imóvel e telefonia. A partir desse diagnóstico, compare com o valor do salário que cada um dos cônjuges recebe e o quanto é possível economizar por mês.
Se puderem simular um investimento futuro com esse montante, vocês poderão se programar para os próximos passos e conseguir prever quanto tempo vão levar para economizar e fazer aquela viagem ou comprar um carro novo.

Pesquisar e cortar

Depois de fazer esse diagnóstico inicial, é fundamental encontrar os gargalos do orçamento. Ou seja, em que vocês estão gastando mais e poderiam economizar. Para isso, é preciso estar disposto a fazer algumas trocas, substituindo até mesmo o supermercado preferido por um mais barato, fazer compras no atacado e etc.
Se a mensalidade da escola das crianças está cara demais e é preciso diminuir os custos, tente procurar outros colégios bons e similares que caibam no bolso. Ou então negocie com a direção da escola algum desconto. Em tempos de crise, as instituições estão preferindo negociar a perder os alunos. O mesmo vale para a sua academia, escola de idiomas e etc.

Investimentos

Organizar as finanças também é fundamental para investir em planos futuros. Se vocês pretendem comprar um imóvel, por exemplo, é importante começar a economizar desde já. Para isso, se quiserem abrir uma poupança ou fazer outro investimento mais rentável em conjunto, os especialistas recomendam uma pesquisa em vários bancos ou corretoras, e uma autoanálise de quanto cada um poderá contribuir. Veja mais sobre o assunto no IQ Investimentos.
Reservem uma porcentagem do salário para esse investimento, por menor que seja. No longo prazo, esse valor pode crescer muito mais do você imaginava. Por isso, o importante é começar logo e ter disciplina para manter essa economia todos os meses. Se por acaso surgir uma eventualidade, como um problema de saúde, vocês também terão uma reserva de emergência para não sofrer tanto financeiramente.