Quanto tempo leva para seu nome ficar sujo?

Por Redação IQ 360

tempo-nome-sujo

Ninguém está livre de adquirir uma dívida. Mesmo que ela seja de pequeno valor, se não for paga, poderá trazer muitas dores de cabeça e longos processos para regularizar a situação e limpar o seu nome na praça. Às vezes, uma fatura que se perdeu no meio da correspondência ou nem chegou à sua casa por conta de uma greve dos Correios pode provocar um transtorno e tanto.
Se a dívida for maior, como os juros do cartão de crédito, esse pode ser o começo de um longo pesadelo.
Donos de estabelecimentos comerciais, bancos ou instituições financeiras se valem dos serviços de proteção ao crédito para denunciar esses devedores e receber o valor que deveria ter sido pago no prazo estipulado. Se o CPF e o nome do consumidor entrarem para a lista dos negativados, ele terá muitas dificuldades para conseguir fazer novas compras, solicitar empréstimos e pagar suas contas fixas, como luz, gás, água e telefonia.
Essa inclusão no banco de dados da Serasa ou do SPC, no entanto, não é exatamente automática e o consumidor poderá resolver esse problema antes que ele saia do controle.

Quanto tempo leva para seu nome ficar sujo?

Ao deixar de pagar uma conta ou uma fatura dentro do prazo, a empresa credora poderá acionar os serviços de proteção ao crédito imediatamente. A partir disso, o cliente deverá receber uma notificação oficial, que, normalmente, é enviada por meio de uma carta de correspondência alertando sobre a existência daquela dívida. Nessa comunicação entre a empresa e o cliente, deverá constar o prazo para que a situação seja regularizada.
Se depois desse tempo o devedor não efetuar o pagamento, o nome e o CPF do usuário entrarão na lista oficial dos devedores com nome sujo. Na maioria dos casos, o período máximo que a empresa oferece é de até 10 dias para que a situação seja resolvida. Quanto mais tempo você levar para quitar o débito, maior será a chance de perder o controle e não impedir que o pior aconteça. O nome do devedor vai aparecer como inadimplente até que todas as dívidas e juros sejam pagos.
Pela lei, ao quitar os valores, o consumidor tem o direito de ter o seu nome limpo novamente em até cinco dias úteis. Sendo assim, ao se livrar dos boletos, faturas e juros pendentes, a recomendação dos especialistas é que o cliente entre em contato com o SPC e o Serasa para saber se a situação foi regularizada. Se ultrapassar o prazo legal, a justiça deverá ser acionada.
Uma última advertência é para os devedores que não conseguirem pagar a dívida em até cinco anos. Este é o prazo limite para que o nome de um consumidor ou de uma pessoa jurídica fique sujo na praça. No entanto, durante esse tempo, o devedor também terá sérios problemas para movimentar a sua conta bancária e fazer compras. O melhor caminho é nunca esperar que isso aconteça, não é mesmo?