Assessor de investimentos: o que é e o que faz

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. O que faz um assessor de investimento?
  2. Por que ter um assessor especializado?
  3. Diferença entre escritórios credenciados e assessores internos
  4. A assessoria é gratuita?

O assessor de investimentos, que por lei é chamado de agente autônomo de investimentos, pode ser tanto uma pessoa física quanto jurídica. Tal profissional precisa de uma certificação da Associação Nacional das Corretoras e Distribuidores de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias (ANCORD), são fiscalizados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e precisam pagar taxas trimestrais para exercer sua atividade.

O que faz um assessor de investimento?

A principal função do assessor é distribuir investimentos, ou seja, vender os mesmos. No entanto, os assessores possuem a autonomia que um gerente de banco não tem, já que eles podem oferecer produtos de diversas instituições dentro do mercado, enquanto gerentes de bancos vendem investimentos exclusivamente de onde trabalham. Assim, os assessores podem ajudar os investidores nas escolhas e opções para seus objetivos, de acordo com o perfil de cada cliente.

Pelo exercício da profissão, o assessor não pode em instância alguma receber dinheiro diretamente do cliente. Sua remuneração de trabalho vem das instituições financeiras de acordo com cada produto vendido por ele. Vale ressaltar que o assessor em momento algum toca no dinheiro do cliente quando ele compra um produto através dele; a movimentação será da conta do cliente para a conta da instituição.

O assessor, nesses casos, serve para que a documentação e a papelada necessária estejam em ordem e prontas para que os investimentos do cliente sejam executados.

Por que ter um assessor especializado?

Por meio de um assessor qualificado, clientes podem adquirir, de forma centralizada, produtos de diversos bancos e instituições financeiras num único lugar. Assim, o investidor economiza tempo e dinheiro, já que não vai precisar administrar todas as taxas diferentes caso fizesse as aplicações de forma individual por instituição.

Além disso, os investidores podem contar com uma assessoria independente, cujas recomendações terão por objetivo a opção mais rentável e favorável para ele no momento. Caso o investidor procurasse o auxílio de um banco, os produtos seriam limitados e voltados mais aos interesses da agência do que do cliente em si.

Os assessores devem sempre prestar todos os esclarecimentos sobre os investimentos ao cliente, mostrando os seus pontos negativos e positivos e como cada investimento adequa-se ao perfil do cliente. Mas a decisão pela aquisição será sempre do investidor.

Diferença entre escritórios credenciados e assessores internos

A diferença entre um escritório credenciado e um assessor interno está basicamente na instituição em que o assessor ou a equipe estão.

Um escritório credenciado atua em parceria com uma corretora.  Assim como os assessores individuais, o escritório cuida da documentação e da papelada para a execução dos investimentos, além de dar acesso a produtos de várias instituições do mercado financeiro. Alguns escritórios, como a Messem Investimentos, associada a XP Investimentos, realizam comparativos entre os produtos para atender as necessidades dos clientes.

Já os assessores internos são funcionários de uma empresa, como corretoras, e desempenham internamente seus serviços. Por isso, eles possuem um foco um pouco mais voltado para os interesses da própria corretora, o que não necessariamente prejudicará o investidor. Definindo de modo geral, ainda é possível encontrar uma variedade de produtos para investir, mas há menor independência quanto às recomendações.

A assessoria é gratuita?

Os assessores, como já mencionado anteriormente, não podem receber dinheiro diretamente de seus clientes: a remuneração vem apenas de comissões de vendas de produtos ou associações com corretoras, por exemplo.

Algumas corretoras diferenciam a assessoria conforme os níveis de patrimônio de cada investidor. Quanto mais aplicações o cliente tiver nestes tipos de corretoras, mais atenção ele vai receber na assessoria, porque ele pode contar com assessores especializados que vão focar mais nos investimentos dele.