CDB de Banco Grande vs CDB de Banco Médio

O que é um CDB

O Certificado de Depósito Bancário, ou CDB, é um título usado por bancos para a captação de recursos. O dinheiro que você deposita no CDB é reutilizado por bancos para empréstimos e financiamentos. Em troca do capital que você disponibiliza, o banco lhe proporciona um juro pré-determinado, ou seja, trata-se de uma aplicação de renda fixa.

São três os CDBs oferecidos no mercado:

  • Os pré-fixados, com uma taxa fixa de juros ao ano
  • Os pós-fixados, cujos juros estão atrelados a algum índice, que pode ser o DI, por exemplo
  • Os indexados, que possuem juro anual fixo, mas também oferecem variação adicional em função da inflação

Tipos diferentes de CDB e rentabilidades

Como instrumentos emitidos por cada banco ou corretora para levantar recursos, os CDBs possuem condições diferentes e individuais. Alguns bancos grandes que operam com maior liquidez e possuem mais investidores em carteira não oferecem rendimentos tão altos pois possuem maior nível de segurança.

Bancos menores, entretanto, precisam oferecer um prêmio maior para atrair clientes e captar mais recursos. Isso faz com que muitos CDBs de bancos mais específicos ou pouco conhecidos ofereçam rendimentos muito maiores do que os oferecidos por bancos de grande porte, como Itaú, Bradesco e outros. Há algumas formas de verificar o rendimento:

  • Em fundos baseados na Taxa de DI, o rendimento equivale a uma porcentagem dessa taxa. Bancos de varejo maiores costumam oferecer títulos próximos da taxa em si ou de no máximo 105% da Taxa de DI. Corretoras, contudo, chegam a oferecer 110%, 115% ou mais da Taxa de DI ao ano
  • É preciso também verificar os prazos mínimos de aplicação, sempre lembrando que ao aplicar por mais tempo, você terá de arcar com uma taxa menor do Imposto de Renda
  • Nos CDB atrelados a outros índices financeiros, será preciso comparar em anos anteriores a evolução desses índices com a Taxa de DI, a Selic e outros indexadores, além de gráficos de evolução do mesmo tipo de CDB

Compare a rentabilidade de diferentes investimentos de renda fixa, entre eles diversos CDBs, das principais corretoras do país. Acesse o Comparador de Renda Fixa!

Tipos de Investimentos

A poupança é um investimento de baixo rendimento, porém não há incidência de Imposto de Renda sobre lucros e há alta liquidez, além de possibilidade mensal de resgate sem perda dos juros. O Tesouro Direto também possui boa liquidez, oferecendo taxas de juros maiores, porém está relacionado a grandes prazos de resgate – o dinheiro ali aplicado precisa ser um recurso que você não precisará por um bom tempo.

Os CDBs são, nesse caso, uma opção intermediária. Oferecem rendimentos tão bons ou maiores do que os do Tesouro, mas podem ser condicionados a prazos de aplicação menores. Em bancos de grande porte, possuem boa liquidez e podem ser resgatados sob algumas condições específicas.

Contudo, se você dispõe de capital para investir e que não precisará usar, a aplicação em CDBs de bancos menores e corretoras pode ser uma opção vantajosa. A liquidez é menor e há algum risco adicional, embora o Fundo Garantidor cubra investimentos de até R$ 250 mil nesses papéis (por CPF e emissor), mesmo no caso de insolvência da corretora ou instituição.

Os CDBs de bancos médios e obtidos através de corretoras geralmente oferecem rendimentos bem acima da média, além de exigir um investimento mínimo relativamente menor do que o de grandes bancos, possibilitando ao pequeno investidor a chance de investir em um excelente produto. Vale frisar que o volume de capital a investir também determinará o número de opções que você terá à sua frente: quanto mais dinheiro, mais opções.

Como investir em um CDB via corretora

O rendimento maior é sem dúvida o melhor chamariz que uma corretora pode usar para atrair novos clientes. É possível tomar proveito disso, alcançando lucros maiores, às vezes com prazos de resgate mais curtos. Para quem deseja comprar um imóvel ou mesmo um automóvel, essa opção pode ser vantajosa para manter o dinheiro com um bom rendimento até o fechamento do negócio.

Além disso, investir por meio de uma corretora é algo que pode trazer algumas vantagens adicionais:

  • O atendimento da corretora tende a ser mais personalizado, até por lidar com um número menor de clientes
  • A diversidade de títulos é sempre maior, e nas corretoras é possível ter acesso a opções de investimento que nos bancos são oferecidas apenas para correntistas com enorme volume de recursos
  • Bancos às vezes possuem produtos “disfarçados” de títulos de renda-fixa e CDB, como os títulos de capitalização, que possuem condições e características completamente distintas
  • Outra vantagem é a gratuidade na abertura e manutenção de conta, além de taxas menores de corretagem ou custódia

Vale lembrar que sempre se deve buscar corretoras que possuam certificação da Cetip para lidar com CDBs e outros títulos, o que proporciona maior segurança ao investimento.