O que é EBITDA?

Por Redação IQ 360

o-que-e-ebitda

Um dos principais indicadores de avaliação de empresas de capital aberto, o EBITDA ajuda a descobrir o potencial de geração de caixa de uma companhia e a evolução de sua produtividade ao longo dos anos. A sigla é a abreviação em inglês de Earnings before interest, taxes, depreciation and amortization, ou seja, “Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização”, LAJIDA, na sigla em português.
Esse indicador permite saber o quanto a empresa está gerando em valores com suas atividades operacionais, sem incluir investimentos, empréstimos e impostos. Dessa maneira, é possível saber qual a realidade financeira da companhia, competitividade e evolução da eficiência. Ele é diferente do EBIT, que representa o lucro na atividade em relação à depreciação da amortização.
Para calcular o EBITDA, primeiro é necessário definir o lucro operacional, que no Brasil é o resultado da subtração da receita líquida dos custos de mercadorias, despesas operacionais e despesas financeiras líquidas. Aos valores de lucro operacional soma-se a depreciação e amortização dos custos de mercadoria vendida e despesas operacionais, antes dos impostos.

Onde o EBITDA pode ser aplicado?

O EBITDA é uma das principais ferramentas usadas por investidores para a avaliação do desempenho de empresas, pois analisa apenas o resultado final de suas operações, que podem resultar em lucro ou prejuízo. Entretanto, esse é um dos motivos pelos quais não pode ser usado de maneira isolada, já que o real desempenho de uma companhia em determinado período pode ainda ser influenciado por fatores difíceis de serem mensurados.
A análise das variações do indicador entre um ano e outro, por exemplo, mostra o quanto uma empresa conseguiu se manter ou ainda ficar mais eficiente e aumentar a produtividade durante o período. Além disso, ao retirar variáveis como empréstimos e financiamentos da equação, também ajuda a determinar a produtividade e eficiência de um negócio ao longo dos anos, permitindo inclusive atuar na comparação de empresas de setores diferentes como maneira de medir a produtividade e eficiência de maneira mais direta.
Embora seja um indicador confiável para a análise de lucros da principal atividade de uma empresa, o EBITDA não deve ser encarado como único instrumento de avaliação de empresas no mercado de ações, e sim ser estudo em conjunto com outras informações, variáveis e indicadores. Essa informação é importante, pois o indicador apresenta limitações que podem fornecer uma visão distorcida sobre a saúde financeira de uma companhia por não considerar outros fatores patrimoniais, além dos resultados finais de lucros ou prejuízos, levando o investidor a realizar investimentos arriscados em uma empresa que não está pagando os funcionários, por exemplo.