O que é IOTA?

Índice de Conteúdomenu

  1. Criptomoedas
  2. O que é o IOTA?
  3. Tecnologia e possibilidades
  4. Como comprar IOTA

Criptomoedas

Criptomoedas são uma forma de dinheiro digital projetadas para serem seguras e, em muitos casos, anônimas. Elas não são emitidas pelos bancos centrais e, portanto, seu valor não depende das políticas bancárias.

Pode-se dizer que é uma criptomoeda é basicamente uma moeda associada à internet que utiliza criptografia, uma forma de comunicação nascida na Segunda Guerra Mundial para dificultar o acesso do inimigo às informações.

Desde então, esse conceito evoluiu na era digital com elementos de teoria matemática e ciência da computação para se tornar uma maneira de garantir comunicações, informações e dinheiro online.

A primeira criptomoeda foi bitcoin, que foi criada em 2009 e ainda é a mais conhecida. Houve uma proliferação de criptomoedas na última década e agora há mais de 1000 disponíveis na internet.

O que é o IOTA?

O IOTA é uma moeda revolucionária que utiliza uma invenção inovadora, chamada “Tangle”, no seu núcleo.

O Tangle é uma nova estrutura de dados baseada em um gráfico acíclico direcionado. Como tal, não possui blocos, sem corrente e também sem mineradores.

Devido a esta nova e radical arquitetura, as características do IOTA funcionam de forma bastante diferente em comparação com outras blockchains.

Tecnologia e possibilidades

A principal diferença que vale a pena mencionar (além do DAG vs. Blockchain) é como IOTA consegue o consenso e como as transações são feitas.

Como mencionado anteriormente, não há mineradores. O que isso significa é que cada participante na rede que quer fazer uma transação tem que participar ativamente do consenso da rede ao aprovar 2 transações passadas.

Este atestado sobre a validade de duas transações passadas garante que toda a rede consiga um consenso sobre o estado atual das transações aprovadas e permite a variedade de recursos únicos que são vistos apenas no IOTA.

IOTA é a peça faltando do quebra-cabeça para a Economia da Máquina emergir completamente e alcançar o potencial desejado. Nós imaginamos que o IOTA seja o backbone público e sem permissão para a “Internet das Coisas” que permite uma verdadeira interoperabilidade entre todos os dispositivos.

O IOTA possui uma gama de recursos que são habilitados de maneira exclusiva devido à sua arquitetura:

Escalabilidade: o IOTA pode alcançar uma alta transferência de transações graças à validação paralela de transações sem limite quanto ao número de transações que podem ser confirmadas em um determinado intervalo;

Sem Taxas de Transação: A IOTA não possui taxas de transação;

Descentralização: IOTA não tem mineradores. Todo participante na rede que está fazendo uma transação, participa ativamente do consenso. Como tal, a IOTA é mais descentralizada do que qualquer Blockchain;

Imunidade quântica: a IOTA utilizou uma função de hash trinary recentemente desenhada chamada Curl, que é imune quântica (assinaturas de Winternitz).

Como comprar IOTA

Atualmente o IOTA não é comercializado no Brasil. Contudo, pode-se comprá-lo no exterior através da troca entre moedas.

Para isso, basta criar uma conta em uma exchange nacional, comprar um bitcoin ou outra moeda, transferí-la para uma exchange internacional que comercialize o IOTA e comprá-lo por lá.

Hoje, existem apenas duas exchanges com volume comercial significativo de IOTA – Bitfinex e Binance.

Para aqueles que preferem uma exchange fora dos EUA, o Bitfinex, com base em Hong Kong é a melhor opção.

IOTA em 2017

O IOTA vem enfrentando, nos últimos dias do ano de 2017 cobranças e descrédito dentro da comunidade pela falta de transparência nas informações.

Ainda assim, é uma moeda que começou o ano cotada a 0,64 dólares e em dezembro chegou a 5,30 dólares.