O que é um investimento?

Por Redação IQ 360

Provavelmente você já passou por esta situação: está negociando a compra de um bem – um imóvel, um carro, um suplemento alimentar – e o vendedor diz “o seu investimento será de…” Será isto realmente um investimento? Ou na verdade o seu interlocutor tem vergonha de usar as palavras “gasto” ou “preço”? Entender exatamente o que é um investimento é fundamental para o nosso planejamento financeiro.

Uma definição simples: investimento é a utilização de capital em determinado negócio ou empresa visando à obtenção de lucros. Ou seja, quando você investe, você gasta agora para obter o dinheiro de volta com ganhos mais tarde. Esta é diferença fundamental entre investimento e gasto: a capacidade de fazer o dinheiro voltar para você.

Quando você compra o imóvel no qual vai morar, o automóvel que utiliza ou faz aquela viagem dos seus sonhos, você não está investindo. Não significa que não seja algo positivo: a realização de um sonho, uma satisfação pessoal, um marco na vida. Apenas não é algo que pode gerar lucros financeiros.

Por outro lado, colocar dinheiro em títulos públicos, ações, fundos de investimento, criptomoedas, startups, abrir um negócio próprio ou uma franquia são investimentos, ainda que você perca todo o dinheiro que alocou na operação. Negócios podem quebrar, criptomoedas podem virar pó, e até governos podem entrar em moratória, nada disso muda o fato de que aquele recurso foi investido para se obter um retorno financeiro.

O outro lado do investimento é a poupança. Ou seja, para se investir em algo, é necessário guardar recursos para isso. Isto vale inclusive para países. Um país como a China cresce sem parar porque as famílias poupam 50% de sua renda em média. É desta poupança que vem os recursos investidos na expansão dos negócios.

Outro dado importante: quando você investe, você está investindo em um negócio. Isto significa que está ajudando aquele negócio a se desenvolver, direta ou indiretamente. Isto vale até mesmo para títulos públicos: ao investir no Tesouro Direto, você ajuda o governo a se financiar, em troca de um juro vinculado à taxa Selic. Da mesma forma, quando você compra a ação de uma empresa, você está de certa forma ajudando aquela empresa, ainda que esteja comprando de um investidor, no chamado free float.

Por isso se diz que um investimento gera dinheiro. Ao alocar aquele recurso em um investimento, na outra ponta empreendedores e empresas estão usando este recurso para crescer e gerar riqueza, de onde eles vão tirar os ganhos que você terá em seu investimento. Por outro lado, as despesas são dinheiro que vai embora: você os gasta, mas ele não volta maior para você.

Além de dinheiro, há outros recursos que podem ser investidos com ganhos interessantes:

  • Tempo: um empreendedor dedica o seu tempo para construir o negócio e buscar os lucros que o remunerem e paguem o investimento que ele captou;
  • Conhecimento: um consultor ou um empreendedor também aplica o conhecimento acumulado ao longo da vida para mitigar o risco de um negócio e elevar o seu ganho;
  • Relacionamento: um investidor e um empreendedor podem usar a sua rede de relacionamentos para abrir as portas certas, que gerarão as melhores oportunidades de negócio para si ou para suas empresas;
  • Reputação: quando um investidor ou empreendedor reconhecido investe em um negócio, ele está alocando parte de sua reputação para influenciar outros investidores a fazerem o mesmo. Se Warren Buffet investe em uma empresa, outros investidores confiam no julgamento dele e investem também.