O que são Gaps?

Por Redação IQ 360

Importantes indicadores de intensidade de movimento ou reversão de tendência de mercado, os gaps mostram mudanças bruscas em níveis de preço de uma ação entre o fechamento e abertura de dois períodos consecutivos.

Esse parâmetro é representando por áreas brancas em gráficos de análise técnica e retrata um intervalo de preços em que não houve negociações do ativo. Essa variação pode ocorrer quando a valor de abertura fica muito acima ou abaixo do período anterior, já que normalmente esses valores são muito próximos, a não ser que ocorra algo que justifique a variação brusca.

Os gaps estão mais presentes em gráficos diários, sendo mais raros em índices semanais ou mensais, e estão sujeitos a fechamentos, ou seja, quando os preços voltam aos níveis anteriores ao evento registrado pela variação. A avaliação desse tipo de evento pode ser feita por análise técnica e trazer boas oportunidades de negócios para investidores que têm a chance de comprar ou vender ativos a preços mais vantajosos, já que eles representam “saltos” de preço, que supervalorizam ou desvalorizam repentinamente um ativo.

As movimentações de mercado estão vinculadas a novidades ou resultados divulgados, cuja reação dos investidores vai definir a criação ou não de gaps e mudanças de tendências. Para prever esse tipo de variação você deve ter informação privilegiada de algo que possa causar uma movimentação inesperada pelo mercado, entretanto, em alguns casos isso é ilegal.

Após a detecção do gap, o investidor pode esperar para confirmar se ele é temporário ou se mostra uma tendência do mercado naquela direção para decidir se acompanha ou não a movimentação. Existem diferentes tipos de gaps, confira a seguir quais são.

  • Comum ou de Área: o motivo pelo qual ocorre pode ser trivial, e mostra eventual falta de interesse pelo ativo em um momento específico. Geralmente se fecha facilmente, em poucos dias, o que significa que o preço retrocedeu aos níveis do dia anterior.
  • De Quebra: com fechamento mais demorado, pode mostrar o estabelecimento de uma nova tendência, já que o preço sai do nível em que o ativo estava sendo negociado (nos últimos dias ou semanas) rompendo limites de resistência ou suporte (oferta e demanda).
  • De Fuga: acontece quando há aumento da procura por um ativo específico de forma repentina, e o preço rompe um padrão, abrindo acima do fechamento do dia anterior.
  • De Exaustão: reflete o final de alguma tendência, costuma mostrar grande diferença entre o fechamento do dia anterior e a abertura no dia. Pode se formar em alta ou baixa (aumento ou queda do preço) e às vezes é confundido com gap de fuga, embora seja fechado mais rapidamente.