O que são Stops?

Por Redação IQ 360

CDI Hoje

Rentabilidade

6.39%

Uma das ferramentas mais importantes de gerenciamento de riscos em aplicações na Bolsa de Valores, o Stop auxilia em negociações de ativos para evitar prejuízos e garantir o aproveitamento de oportunidades e negócios no mercado. Programado de maneira prática e rápida para agir em operações diretamente pelo home broker da corretora, o stop pode liberar uma ordem de compra ou venda automaticamente, de acordo com as definições de valores máximos e mínimos determinadas pelo investidor.

Sem o uso dos stops seria necessário acompanhar as variações de preço o tempo todo na Bolsa para conseguir aproveitar as oportunidades disponibilizadas pelas alterações de valores. Por isso, eles são ferramentas estratégicas para o seu plano de investimentos, podendo garantir ganhos e evitar perdas. O uso desse tipo de sistema é vantajoso principalmente quando o investidor precisa ficar um tempo ausente ou quando ele costuma se envolver emocionalmente com as ações, o que pode afetar o julgamento na compra e venda de ativos, em momentos de grande flutuação de mercado.

Os valores percentuais a serem definidos nos stops vão depender da sua estratégia de investimento. O mais indicado é que investidores mais ativos e estratégias de curto prazo usem stops mais curtos, com 3% ou 5%; e investidores menos ativos e/ou estratégias de longo prazo usem stops mais longos, de 10% a 15%. O importante é acompanhar o desempenho e mudar as opções e valores de acordo com as oportunidades.

Existem diferentes tipos de stops, com atuações e objetivos distintos, acompanhe a seguir os principais:

  • Stop Loss: posicionado para evitar prejuízos acima do calculado, pois atua na venda de ações quando a perda máxima é alcançada. Por exemplo: você define que quer perder no máximo 2% do valor da aplicação, se o preço de mercado começa a cair o ativo será vendido automaticamente quando a queda atingir essa porcentagem determinada por você. Essa é uma maneira de reduzir prejuízos para o caso do preço cair ainda mais.
  • Stop Gain: o inverso do stop loss, é ativado para garantir o lucro, de acordo com a estratégia do investidor. Assim, a ação só é vendida quando há o alcance de ganho máximo definido.
  • Stop Móvel: programado para aumentar a porcentagem de valor definido, caso o ativo também se valorize além do programado, maximizando os lucros, ou seja, se o preço do ativo subir o seu stop acompanha para não vender imediatamente.
  • Stop de compra: disparado para comprar automaticamente um determinado ativo configurado pelo investidor. Funciona assim: se a ação que você vendeu ficar mais cara do que o preço inicial o sistema a recompra antes que o prejuízo fique maior do que o determinado por sua estratégia de gerenciamento de riscos.