Quais empresas estão no IBovespa

Por Redação IQ 360

empresas-no-ibovespa

O Índice Bovespa é o principal índice de mercado de ações brasileiro. Ele é utilizado para medir a performance média das ações no Brasil, e é utilizado mundialmente como referência sobre o status da economia brasileira. Mas quais empresas fazem parte do Ibovespa?
O Ibovespa é considerado um “índice de retorno total”, ou seja, ele considera não só a oscilação das ações, mas também outros ganhos obtidos com essas ações, como dividendos, juros sobre capital próprio e outros direitos.
Ao contrário do que se pode pensar, o Ibovespa não inclui todas as empresas listadas na Bolsa de Valores brasileira, a B3. Para fazer parte do índice, uma empresa precisar atender aos requisitos estabelecidos pela bolsa.
São condições para fazer parte do Ibovespa:

  1. Ser uma ação listada e negociada na bolsa. Ativos como BDRs e ações de empresas em recuperação judicial não são elegíveis ao Ibovespa;
  2. Nos últimos três anos estar entre as empresas com maior Índice de Negociabilidade (IN) da bolsa. O IN é calculado a partir do número de negócios de uma ação e o volume financeiro gerado, comparado ao total de negociações da bolsa;
  3. Ser negociada em pelo menos 95% dos pregões nos últimos três anos;
  4. Movimentar um volume financeiro equivalente a pelo menos 0,1% do total do mercado à vista dos últimos três anos;
  5. Não ser classificada como penny stock nos últimos três anos. As penny stock são ações com valor médio inferior a um real durante um ano.

Se a empresa fez um IPO nos últimos três anos, ela pode ser elegível ao Ibovespa desde que cumpra as seguintes condições:

  • A oferta pública precisa ter sido realizada antes do rebalanceamento anterior da carteira;
  • Precisa estar presente em 95% do pregão desde o IPO;
  • Atender às condições 2, 4 e 5 para inclusão no Ibovespa.

A carteira do Ibovespa é revisada a cada quatro meses, a partir dos critérios acima. Durante o quadrimestre a performance das ações são acompanhadas e monitoradas. Se uma empresa entra em recuperação judicial, ela é imediatamente excluída do índice.
Cada ação participa do índice na proporção de sua liquidez e de seu IN em relação ao total da carteira. A bolsa exige que nenhuma ação detenha mais de 20% do total da carteira. Se isso acontecer, sua participação é reduzida e o restante é redistribuído.
Atualmente o Ibovespa é composto por 65 empresas. As 10 ações com maior participação na carteira são (período de setembro a dezembro de 2018):

  • Vale (Vale3): 12,886%
  • Itaú Unibanco (Itub4): 10,446%
  • Bradesco (Bbdc4): 7,181%
  • Petrobras (Petr4): 6,444%
  • Ambev S/A (Abev3): 6,421%
  • Petrobras (Petr3): 4,686%
  • B3 (B3sa3): 3,482%
  • Itausa (Itsa4): 3,334%
  • Banco Do Brasil (Bbas3): 3,14%
  • Suzano Papel e Celulose (SUZB3): 1,744%

Essas empresas respondem, somadas, por 59,7% da performance do Ibovespa. Também fazer parte do índice, em ordem alfabética:

  • B2W Digital
  • BB Seguridade
  • BR Malls Par
  • Bradespar
  • Braskem
  • BRF Sa
  • CCR Sa
  • Cemig
  • Cielo
  • Copel
  • Cosan
  • CVC Brasil
  • Cyrela Realt
  • Ecorodovias
  • Eletrobras
  • Embraer
  • Energias Br
  • Engie Brasil
  • Equatorial
  • Estacio Part
  • Fibria
  • Fleury
  • Gerdau
  • Gerdau Met
  • Gol
  • Hypera
  • Iguatemi
  • Jbs
  • Klabin S/A
  • Kroton
  • Localiza
  • Lojas Americ
  • Lojas Renner
  • Magazine Luiza
  • Marfrig
  • Mrv
  • Multiplan
  • Natura
  • Pão De Açúcar
  • Qualicorp
  • Raiadrogasil
  • Rumo S.A.
  • Sabesp
  • Santander Br
  • Siderúgica Nacional
  • Smiles
  • Taesa
  • Telef Brasil
  • Tim Part S/A
  • Ultrapar
  • Usiminas
  • Viavarejo
  • Weg