Quem é Bill Gates?

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Da garagem para a casa de milhões de pessoas
  2. Mais que um bilionário, Gates agora dedica sua vida a filantropia

Bill Gates é conhecido principalmente por fundar a Microsoft, a empresa de sucesso que fez com que ele, já na década de 1990, se tornasse uma das pessoas mais ricas do mundo, ocupando por diversas vezes a primeira posição da lista da Forbes.
Em 2018, Bill Gates alcançou o segundo lugar na lista da Forbes, com uma fortuna de mais de $ 90 bilhões. Ele só perdeu para Jeff Bezos, possuidor de uma bagatela de $ 112 bilhões.
Deixemos o dinheiro de lado e vamos falar sobre a trajetória de Bill, ou William Henry Gates III, natural de Seattle, nos Estados Unidos.

Da garagem para a casa de milhões de pessoas

A aventura pelo mundo da tecnologia começou aos 17 anos, quando Gates desenvolveu um software para leituras de fitas magnéticas com o amigo Paul Allen. Nascia sua primeira empresa, a Traf-o-Data. Por serem muito jovens, Bill e Paul não passavam credibilidade, por isso a empresa não deu muito certo.

Depois do tombo empresarial, Bill Gates entrou em Harvard, onde estudou matemática e direito, mas o tempo de estudo durou apenas dois anos. O jovem Gates retomou a parceria com o antigo sócio Allen e criou o sistema de interpretação da linguagem BASIC, focado no computador Altair 8800.

Com a venda do projeto, Bill Gates e Paul Allen fundaram a Microsoft. A empresa foi criada para desenvolver softwares para PCs.

A grande chance veio em 1977, quando a IBM, que já era gigante no mercado de computadores da época, investiu no lançamento de computadores pessoais com um programa desenvolvido para o processador Intel, criado pela Microsoft. Era o MS-DOS.

A evolução chegou quando a Microsoft lançou, no início da década de 1980, o sistema operacional Windows, que provavelmente está instalado no computador que você está usando agora para ler este artigo.

O resto da história você pode ver todos os dias em várias, senão na maioria, das empresas que vendem produtos ou serviços para você. Sem Bill Gates e Paul Allen nada disso seria possível.

Mas Gates também tem um lado filantrópico, que aflorou nos anos 2000.

Mais que um bilionário, Gates agora dedica sua vida a filantropia

Na primeira parte da década de 2000, Bill Gates decidiu que se afastaria aos poucos do cotidiano da Microsoft. O afastamento efetivo aconteceu em 2008, mas ainda hoje o ex executivo tem influência sobre as principais decisões da empresa. Longe da vida de executivo, Gates se dedicou, ao lado da esposa Melinda a criar a Bill & Melinda Gates Foundation.

A organização faz investimentos nas pesquisas para a cura da AIDS e de algumas outras tantas doenças presentes em países subdesenvolvidos.  A fundação faz investimentos também em pesquisas para novos tipos de energias sustentáveis e limpas.

A Bill & Melinda Gates Foundation foi responsável ainda pelo Giving Pledge que, ao lado de Warren Buffett, estimulou outros bilionários a doar a maior parte de suas fortunas para caridade.