5 pontos para avaliar antes de comprar um carro usado

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Quilometragem e uso
  2. Maquinário
  3. Pneus
  4. Lataria e pintura
  5. Chassi

O carro usado pode ser uma ótima alternativa para quem está precisando trocar o seu ou comprar o primeiro automóvel, especialmente em tempos de crise econômica. Em 2017, houve um crescimento de 6,5% das vendas de carros usados e seminovos no Brasil, chegando ao total de 14.212.673 veículos comercializados, segundo a Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto).

Antes de saber o que deve ser levado em conta para avaliar e escolher o seu, é bom ficar atento à classificação usada para denominar cada tipo de veículo pelo seu tempo de uso. Carros que já tiveram um proprietário e saíram de fábrica nos últimos três anos são chamados de seminovos. De quatro a oito anos, são os usados jovens. De nove a doze anos, são os velhos, e a partir dos treze anos eles já são considerados bem antigos.

Quanto maior o tempo de uso do carro, maiores devem ser os cuidados na hora de adquirir um. Para isso, leve em conta ao menos os itens a seguir:

Quilometragem e uso

Compare o tempo de uso com os quilômetros rodados do carro que deseja adquirir. Não é raro encontrar um usado que esteja mais inteiro do que um seminovo. Imagine um carro que saiu de fábrica há apenas dois anos, mas que teve um motorista de aplicativo como primeiro proprietário. A quilometragem será muito maior do que um usado de quatro ou seis anos que teve um dono que só utilizava o carro para ir e voltar do trabalho, diariamente. As chances de ter mais danificações também são maiores.

Maquinário

O motor, os freios e os amortecedores são itens que precisam estar em dia, por mais velho que seja o carro. Para avaliá-los, mesmo que você não seja um especialista, é possível fazer alguns testes básicos. Comece ligando o carro e observando o tempo que ele leva para dar partida. Peça para ver o nível do óleo e faça um test-drive. Se notar ruídos estranhos ao fazer uma frenagem normal, isso pode indicar algum defeito. Caso tenha um mecânico de confiança que possa fazer uma avaliação junto com você, é o ideal.

Pneus

Confirme também se os pneus apresentam desgastes uniformes, se foram fabricados pela mesma empresa e na mesma época, principalmente se o carro é seminovo. Se eles forem muito diferentes entre si, é um péssimo sinal.

Lataria e pintura

Os especialistas alertam que o melhor é não avaliar o carro em dias de chuva, e nem nos horários do meio-dia ou final da tarde. A água e a luz podem disfarçar ou dificultar a análise de alguns problemas na lataria e no alinhamento das portas. Confira se não há partes amassadas ou se a tinta não está escondendo algum defeito.

Chassi

Para verificar se não houve adulteração, analise se o chassi está aparecendo da mesma forma em todos os registros. Geralmente, esse código está localizado perto do motor e também nos vidros e na carroceria. Compare o alinhamento e o contorno dos números e das letras. Não esqueça de checar o registro nos documentos do carro também.