Como escolher qual vai ser a placa do seu carro?

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Cores das placas
  2. Escolha da placa

A placa do carro funciona como se fosse o RG do veículo. É com esse registro fornecido pelo Detran que é possível obter informações específicas como multas, ano de fabricação, eventuais sinistros e acidentes sofridos ou provocados pelo carro e ainda o histórico de revenda. Ela também serve para diferenciar os carros do mesmo modelo e cor, ajudando até mesmo o proprietário a localizá-lo facilmente em um estacionamento lotado, por exemplo.

No Brasil, o emplacamento ocorre com uma determinada ordem e combinação, variando de estado para estado. As placas indicam como os modelos foram distribuídos no território nacional, o período em que isso ocorreu e em uma sequência cronológica de licenciamento.

Existem também cores específicas para cada tipo de placa e, para carros zero quilômetro, já é possível escolher a combinação se o proprietário estiver disposto a pagar uma taxa extra. Saiba mais:

Cores das placas

A regulamentação das placas é realizada pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), órgão que também estabeleceu as cores para cada tipo de placa. Os veículos particulares, por exemplo, têm placa cinza. Já os oficiais têm placa branca. Táxis, ônibus e caminhões devem ser emplacados em vermelho. As placas azuis são destinadas aos veículos que ainda estão em fase de testes nas montadoras. Quando eles vão para as lojas das concessionárias, a placa muda para a cor verde. Os veículos oficiais, como os usados para a locomoção de governadores e presidentes (entre outros), é verde e amarela. Por último, as placas pretas são reservadas apenas para veículos antigos, de colecionadores, com mais de 30 anos de fabricação e peças originais.

Escolha da placa

Se você acabou de comprar um carro zero quilômetro ou está pensando em adquirir um, é possível que a combinação entre as três letras e os quatro números sejam personalizados por você. No entanto, é preciso que haja disponibilidade de tal combinação e que ela esteja dentro das opções alfanuméricas compatíveis com o Estado onde será realizado o emplacamento.

Muitas pessoas sonham em ter a data do aniversário registrada no carro, por exemplo. Para verificar se a sua escolha é possível, é necessário se dirigir até o Detran da sua cidade. A taxa pode variar entre R$ 30 e R$ 400.

Em São Paulo, os motoristas podem optar por escolher a combinação apenas das letras, apenas dos números, ou a placa completa, desde que esteja no intervalo disponível para o Estado, que é do BGA 0001 ao GKI 9999. O valor é de R$ 91,18.

Quem não quiser escolher a combinação exata, poderá continuar optando entre as 20 combinações aleatórias oferecidas pelo Detran, sem pagar a taxa.

Confira a sequência de letras que é disponibilizada para cada Estado:

Paraná – AAA 0001 a BEZ 9999

São Paulo – BFA 0001 a GKI 9999

Minas Gerais – GKL 0001 a HOK 9999

Maranhão – HOL 0001 a HQE 9999

Mato Grosso do Sul – HQF 0001 a HTW 9999

Ceará – HTX 0001 a HZA 9999

Sergipe – HZB 0001 a IAP 9999

Rio Grande do Sul – IAQ 0001 a JDO 9999

Distrito Federal – JDP 0001 a JKR 9999

Bahia – JKS 0001 a JSZ 9999

Pará – JTA 0001 a JWE 9999

Amazonas – JWF 0001 a JXY 9999

Mato Grosso – JXZ 0001 a KAU 9999

Goiás – KAV 0001 a KFC 9999 – NFC 0001 a NGZ 9999

Pernambuco – KFD 0001 a KME 9999

Rio de Janeiro – KMF 0001 a LVE 9999

Piauí – LVF 0001 a LWQ 9999

Santa Catarina – LWR 0001 a MMM 9999

Paraíba – MMN 0001 a MOW 9999

Espírito Santo – MOX 0001 a MTZ 9999

Tocantins – MVL 0001 a MXG 9999

Alagoas – MUA 0001 a MVK 9999

Rio Grande do Norte – MXH 0001 a MZM 9999

Acre – MZN 0001 a NAG 9999

Roraima – NAH 0001 a NBA 9999

Rondônia – NBB 0001 a NEH 9999

Amapá – NEI 0001 a NFB 9999