Gasolina ou Álcool: qual é melhor?

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Preço da gasolina e do álcool
  2. Rendimento da gasolina e do álcool
  3. Desempenho do motor com gasolina e com álcool
  4. Poluição

A oferta de carros flex no mercado brasileiro vem crescendo muito e a dúvida do momento é com relação a qual combustível é mais vantajoso para o veículo. Se existe essa opção, quais são os fatores que influem na escolha pelo álcool ou pela gasolina?

Segundo os especialistas, depende de uma série de fatores e do perfil do motorista. Vejamos alguns deles:

Preço da gasolina e do álcool

Sabemos que a parcela do financiamento do carro é alta, que o seguro auto também abocanha um valor significativo, assim como os gastos com a manutenção. Talvez o item mais negociável na conta mensal seja o do combustível, uma vez que é possível pesquisar e escolher um posto mais barato para abastecer. Claro que isso dentro de uma margem que não oscila tanto para cima ou para baixo. Mesmo assim, ainda é possível economizar. É aí que entra um dos fatores que mais influem na escolha pelo etanol, sempre mais barato que a gasolina nos postos.

Rendimento da gasolina e do álcool

Apesar de ser mais cara, a gasolina é o combustível que rende mais no tanque. Ou seja, o carro vai rodar mais quilômetros com a gasolina do que se fosse abastecido com o etanol, na mesma quantidade. Em viagens de longas distâncias, em que encontrar um posto é mais raro do que nas grandes cidades, esse fator pesa ainda mais a favor da gasolina.

Dentro das cidades, o etanol só vai sair mais em conta se o preço for menor do que 70% do valor da gasolina. Para saber se vale a pena, faça o seguinte cálculo: se o litro da gasolina está custando R$ 4,45, multiplique esse valor por 0,7. Nesse caso, o resultado é R$ 3,11. O etanol, portanto, só será mais vantajoso se for mais barato do que isso. Em todo caso, é bom lembrar que essa variação depende do modelo do carro e do seu uso. Para quem usa muito pouco o automóvel, é bem possível que o etanol compense mais.

Desempenho do motor com gasolina e com álcool

Nesse quesito, os especialistas afirmam que é um mito a necessidade de abastecer com gasolina de tempos em tempos para garantir a qualidade do desempenho do motor. O álcool ou etanol oferece as mesmas qualidades de performance do que aquele carro abastecido sempre com gasolina. Portanto, esse não é um critério de desempate.

Poluição

Esse item gera algumas controversas entre os especialistas. Por um lado, a gasolina é um derivado de petróleo, altamente poluente e um tipo de combustível não renovável. De outro, o álcool provém de matérias-primas mais naturais, como a cana-de-açúcar. Em tese, seria muito menos prejudicial ao meio ambiente. Porém, como a cana precisa de uma extensão de terra muito grande para ser cultivada em grande escala, isso pode resultar em um desmatamento constante e ainda maior do que já existe no Brasil.

Nesse sentido, um outro fator imponderável é o próprio clima, que eventualmente pode ser prejudicial para o desenvolvimento da cana. Por essas e muitas outras razões, o etanol ainda não substituiu por completo a gasolina e não pode ser considerado um combustível muito mais limpo.

Os carros elétricos estão começando a chegar ao Brasil e talvez sejam os mais econômicos e menos poluentes a longo prazo. Mas ainda é cedo para dizer que essa tese é definitiva. Por enquanto, o melhor é escolher o combustível mais adequado ao seu perfil e que caiba no bolso.