O que é recall?

Por Redação IQ 360

Índice de Conteúdomenu

  1. Quais problemas podem acontecer
  2. Quem faz a troca
  3. Anúncio do recall
  4. Prazo para corrigir o defeito

Ao comprar um carro novo direto da montadora, muitas pessoas pensam que o risco de acontecer algum problema no maquinário ou mesmo de sofrer um acidente é quase inexistente. Afinal, o veículo é zero quilômetro, não é mesmo? Aí é que mora o problema. Justamente por ter sido recém-lançado, alguns modelos acabam apresentando problemas e precisam de uma revisão urgente para que o motorista não seja colocado em risco. É o que chamamos de recall de veículos.

Em outras palavras, o recall é um chamamento público para que os compradores de determinados modelos levem o veículo imediatamente para a fábrica para que algumas peças sejam trocadas e a revisão garanta que o carro está seguro para o uso.

Quais problemas podem acontecer

Os especialistas alertam que os defeitos podem ser os mais variados, não há uma regra ou estatística oficial que indique o motivo mais regular para um recall. No entanto, ao verificar os chamamentos mais comuns, as peças que apresentam problemas logo no lançamento de um novo modelo podem estar relacionadas ao câmbio, aos freios e até mesmo ao motor.

Quem faz a troca

Como o defeito é de fábrica, cabe à montadora fazer o reparo ou trocar a peça. Para o proprietário do veículo e a seguradora, esse valor é gratuito. Porém, caberá ao motorista ficar atento ao chamamento público e levar o veículo até o local indicado. Ou seja, a montadora divulga o recall, mas não vai buscar cada veículo e nem entra em contato individualmente.

Anúncio do recall

Ao detectar o problema no modelo recém-lançado, a montadora tem a responsabilidade de comunicar o defeito e acionar os canais de divulgação do recall. Para isso, ela aciona o Procon e o Ministério da Justiça para que esses comunicados sejam difundidos nos meios de comunicação, como TV, rádio, jornais, internet, e etc. No próprio site da montadora, é obrigatória a divulgação do recall, indicando os defeitos e os riscos à segurança dos motoristas. Para saber se o seu carro precisa de um recall, acesse o site do Ministério da Justiça dedicado a essa informação.

Prazo para corrigir o defeito

De acordo com a legislação, não há um prazo para que o cliente realize a troca da peça ou faça a revisão gratuita. No entanto, ao comprar um modelo novo, é bom sempre ficar atento aos chamamentos das montadoras, porque somente com o uso massivo do carro é que muitos defeitos são constatados. Caso você não saiba se o carro precisa do recall, também não haverá um ônus imediato. No entanto, se você sofrer algum tipo de acidente e houver a confirmação de que o recall foi amplamente divulgado, tanto você quanto a montadora serão penalizados.