Posso fazer seguro auto se o carro não está no meu nome?

Por Redação IQ 360

Antes de contratar um seguro auto, muitas pessoas ficam na dúvida se é possível fechar uma apólice se o carro está em nome de outra pessoa, ou seja, se o dono do carro não é o segurado ou aquele que costuma dirigir o veículo. Neste texto vamos te explicar qual a diferença entre segurado, proprietário do carro e condutor principal, além de responder à pergunta: o seguro auto pode estar no nome de alguém que não é proprietário do carro?

Segurado, proprietário do carro e condutor principal

Numa apólice de seguro, há três pessoas distintas, cada uma com uma função e papel diferentes em relação ao carro e ao seguro auto. Na apólice do seguro, deve ser discriminado corretamente quem são essas três pessoas para não causar confusões futuras. Se for dito que o condutor principal é alguém diferente da realidade, a seguradora pode se recusar a cobrir sinistros em alguns casos.
Por isso, é importante entender a diferença entre esses termos. Veja a seguir:

  • Segurado: a pessoa que contrata o seguro auto para um carro, que pode estar no nome dele ou de uma terceira pessoa, como um filho ou cônjuge, por exemplo.
  • Proprietário do carro: é o dono do carro cujo nome está escrito no documento oficial do veículo.
  • Condutor principal: é a pessoa que mais usa o carro, ou seja, quem dirige o veículo pela maior parte do tempo. Será com base no perfil do condutor principal que o preço do seguro auto será calculado.

Quando você for fechar uma apólice do seguro, é muito importante você dizer a verdade sobre quem é quem nesses termos acima. Não tente driblar a seguradora: se o seu filho de 18 anos é o condutor principal do veículo, diga essa informação para a empresa, mesmo que isso acabe encarecendo o valor do seguro.

E se o carro não estiver no nome do segurado?

Essa pergunta gera muitas dúvidas na hora de contratar um seguro, havendo casos em que pessoas deixam de fechar uma apólice por pensarem que a seguradora não vai aceitar um veículo cujo nome não é o mesmo do segurado. Mas a boa notícia é que é sim possível contratar um seguro auto mesmo que você não seja o dono do carro, mas você deve especificar isso na apólice.
Além disso, é importante lembrar uma coisa: caso o veículo não esteja no seu nome, mas você for o responsável por fechar o seguro e aconteça um sinistro de indenização integral, o valor será pago diretamente ao proprietário do veículo. Por isso, é bom ter em mente que o dinheiro da indenização não será enviado a você, o segurado, mas ao dono do carro.
As seguradoras informam este fato nas condições gerais da apólice, então se certifique que você leu calmamente os termos e condições da apólice para evitar dores de cabeça depois.
Se você deseja contratar um seguro auto sem sair de casa, não perca tempo e faça uma cotação online com o IQ 360 de graça!