O que é o seguro de acidentes pessoais e como ele funciona?

Por Redação IQ 360

Todos os dias, quando saímos de nossas casas, estamos expostos a uma série de riscos. Ninguém está livre de sofrer algum tipo de acidente ou uma violência. Pensando assim, as seguradoras criaram uma cobertura para apoiar o segurado caso algo ruim aconteça.
Pensando em reduzir custos e fazer com que mais pessoas pensem em adquirir esse tipo de serviço, as operadoras criaram uma alternativa com valor mais acessível. Diferentemente do seguro de vida, o seguro de acidentes pessoais cobre apenas sinistros acidentais em ocorrências exclusivamente externas, súbitas e involuntárias que causam lesão física ao segurado, e garante a indenização em caso de invalidez permanente (total ou parcial) ou morte acidental.
Esta modalidade de seguro é muito interessante para quem trabalha por conta própria, empresários e profissionais liberais. Essas pessoas dependem de boas condições físicas para exercer suas atividades e podem ter sua renda totalmente interrompida em virtude de algum acidente. Também é recomendável para quem trabalha com carteira assinada, mas a empresa não oferece a opção de apólice coletiva por acidentes.

Planejamento financeiro

Pensar na contratação deste tipo de seguro permite que você possa ter um futuro mais tranquilo. Mesmo que algum sinistro ocorra, seus dependentes não passarão por necessidades no dia a dia, não precisarão se desfazer do seu patrimônio e nem mesmo desistir de planos futuros.

Custo-benefício

Se contratar um seguro de vida não cabe no seu bolso, o seguro de acidentes pessoais é uma boa opção. Por ter uma apólice menos abrangente, o valor do seguro é menor, já que não cobre causas naturais, como doenças ou complicações resultantes de procedimentos cirúrgicos, exames ou tratamentos. Além disso, não há distinção de preço por idade.

Tipos de cobertura

Além da indenização por invalidez ou morte, podem ser contratadas outras assistências como, por exemplo, o reembolso de despesas médicas hospitalares e odontológicas em caso de acidente; tratamento médico, desde que as lesões exijam acompanhamento; e assistência funeral, propiciando mais tranquilidade à família.

Riscos excluídos

Mas nem tudo está resguardado: se o acidente não provocar danos ou apenas danos temporários, não é contemplado. Até mesmo doenças profissionais, ainda que causadas por acidente pessoal, não têm cobertura. Também não abrange complicações médicas, cirurgias ou exames clínicos quando estes não forem decorrentes de acidente pessoal. Antes de assinar qualquer contrato, leia atentamente as cláusulas para ter certeza de que o seguro oferece exatamente o que você necessita.