Seguro Saúde: como e onde escolher

Por Redação IQ 360

seguro-saude

Diferente do Plano de Saúde, o Seguro Saúde oferece maior liberdade ao permitir atendimentos e procedimentos fora de uma rede credenciada. Neste caso, os atendimentos primeiramente são pagos pelos segurados, mas reembolsados pela seguradora depois. O serviço também é regulado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que fiscaliza a atuação de empresas do setor de saúde no país.
O valor do reembolso dependerá do plano contratado e pode chegar a 100% quando o atendimento é feito na rede credenciada. A apólice pode incluir diversos tipos de cobertura, dos mais básicos aos mais complexos. Por isso, no momento da contratação fique atento sobre as limitações, como serviços não cobertos ou limites anuais para o uso de determinados atendimentos.
Assim como acontece nos planos de saúde, algumas seguradoras determinam um período de carência para determinados procedimentos, e eles não podem ser maiores do que os definidos por lei, caso contrário deve-se notificar a ANS. O período para o pagamento do reembolso dos serviços utilizados pode ser definido livremente pelas operadoras, entretanto, o prazo máximo não pode exceder 30 dias a partir da data de solicitação.

Seguro saúde: planos oferecidos

Existem os seguros saúde individuais, familiares ou coletivos. Nos dois primeiros casos, os contratos são feitos diretamente pela pessoa junto à corretora ou operadora, incluindo ou não dependentes; contudo, a maioria das seguradoras não oferece mais a opção de contrato individual.
Já os contratos coletivos podem ser empresariais ou por adesão, e quanto maior o número de pessoas, maiores as vantagens. Os empresariais, como o próprio nome sugere, são adquiridos por pessoas jurídicas para os funcionários de uma empresa, enquanto os de adesão são contratados por entidades representativas como sindicatos, associações profissionais e conselhos profissionais.
Além disso, desde 1999 os serviços são divididos em cinco tipos básicos:

  • Ambulatorial: com direito a consultas médicas, atendimentos de urgência, exames de laboratório, exames de imagem e procedimentos especiais, excluindo exames mais prolongados e internações hospitalares.
  • Hospitalar: cobre internações hospitalares e custos associados, mas não cobre consultas médicas e exames fora do período de internação, nem gastos com pré-natal ou consultas ambulatoriais e domiciliares.
  • Hospitalar com Obstetrícia: mantém os mesmos itens do plano hospitalar e acrescenta exames e procedimentos relativos ao pré-natal, parto e recém-nascido nos primeiros 30 dias de vida ou adoção.
  • Odontológico: com procedimentos exclusivos para tratamento dentário.
  • Referência: o mais completo, compreende atendimento ambulatorial, hospitalar e obstetrícia.

Antes de contratar seu seguro saúde, pesquise e analise qual o mais indicado de acordo com suas necessidades e o que melhor se encaixa em seu orçamento. Também é extremamente importante consultar no site da ANS quais são as empresas autorizadas a atuar no país.