É melhor comprar carro novo ou usado?

Por Redação IQ 360

carro-novo-ou-usado

Trocar o carro atual por um zero quilômetro é o sonho da maioria dos motoristas, mas nem sempre o orçamento permite realizá-lo no curto prazo. Ao fazer as contas, na maioria dos casos, os seminovos e usados ficam mais baratos no primeiro momento, mas será que eles compensam no longo prazo?
Confira as dicas os especialistas antes de escolher um carro novo ou usado:

Preço e manutenção

Sabemos que os carros novos custam mais na hora da compra e que a manutenção é praticamente inexistente nos primeiros anos de uso, a não ser que você se envolva em um acidente grave ou tenha que levá-lo para um recall. Portanto, se você pretende ficar pelo menos uns cinco anos com esse veículo, é bem provável que compense gastar um pouco mais no começo e evitar dores de cabeça nos anos seguintes. No entanto, se você não tem esse dinheiro agora, o melhor jeito é investir em um seminovo ou usado, mas sempre calculando quanto poderá gastar em manutenção. Os especialistas alertam que os gastos mensais com esse item não podem superar os 10% do preço do veículo. Outra vantagem de comprar um seminovo é que você pode investir a diferença em acessórios que vão valorizar o veículo.

Seguro e garantia

Os carros novos possuem um tempo de garantia das próprias concessionárias que vale a pena ficar de olho, pois compensam bastante. O seguro auto de um carro novo ou seminovo não é tão diferente, mas para um usado esse valor já pode subir. Isso porque quanto maior o tempo de fabricação, maiores as chances de o maquinário apresentar falhas. Os novos, por sua vez, correm um risco maior de serem roubados. Então a dica é sempre fazer uma boa cotação em várias empresas para saber quanto o seguro vai pesar por mês.

Peças originais

Quando você compra um carro novo, na hora da revenda o seu lucro será maior do que se vendesse um carro que você comprou já usado ou seminovo, mas claro que tudo vai depender de como você cuidou desse veículo ao longo do tempo. Quanto menor o número de acidentes ou sinistros, maiores as chances de ele ter um preço competitivo na revenda. Manter as peças originais desde o começo também é fundamental. Isso garante que o seu laudo cautelar seja positivo e o valor recebido seja maior. Portanto, carros com peças originais ou substituídas por outras da mesma marca são um ótimo negócio.

IPVA e vistoria

O IPVA é outro item que costuma pesar no orçamento mensal. Se além da prestação do carro você tiver que gastar muito com o imposto, talvez esse valor fique muito mais caro do que você previa inicialmente. Nesse caso, é melhor adiar o sonho e comprar agora um usado ou seminovo. Mas lembre-se de sempre pedir uma boa vistoria, se possível do seu mecânico de confiança, antes de sair comprando por aí.